quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Verso ao meu jovem amigo

. a gente precisa de muito, mas também de tão pouco!

Sabe qual o problema, ou nem tanto assim, é de se ser #Jovem? É ser inconstante.
Aprendi que isso não é ruim, faz parte de nós e nada nem ninguém tem poder de mudar isso.
Claro, tem horas que precisamos dar passos mais firmes em algumas coisas.
Tomar decisões também, mesmo que seja a pior escolha. Uma hora vai dar tudo certo, ou não.
Daí então a prosa, a "i"responsabilidade diante alguns fatos; ninguém é tão certo que nunca erra. Se existe pessoa assim, eu não quero no meu círculo de amigos.

Sabe, a melhor coisa que existe, é viver... mesmo que de forma errada, mas intensamente.
Nunca sabemos a hora em que deixaremos de viver, ou que forjaremos a nossa própria inexistência!

Então, viva a vida com moderação. Não do lado do meio, mas viva!
Do palco onde encena suas metáforas, seja o protagonista, mas também o vilão.
Se una a coxia, e deite do lado do seu público.
Sinta-se como o melhor pedaço da maça!

Um jovem é assim, mesmo que com sessenta e sete anos de idade. Cheio de irreverências e buscas inconstantes.
Vale lembrar, ser gente é ser jovem. Mesmo que aos avessos!

Um comentário:

Thamara disse...

O importante é ser jovem de espírito, tão somente de espírito. E viver... "Viver e não ter a vergonha de ser feliz, cantar e cantar e cantar com a beleza de ser um eterno aprendiz"... rs!

Gostei do blog. Continue postando. Beijos